Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais
Notícias

26/Nov

- Família Paulista assinala início do Ano Bíblico 2020-2021

A Família Paulista assinala hoje, 26 de novembro, a memória litúrgica do seu fundador, o bem-aventurado Tiago Alberione. 

Este ano, a data assume um significado especial, pois marca também o início do Ano Bíblico da Família Paulista que se estenderá até 26 de novembro de 2021. «Lembramos que o Ano Bíblico cai especialmente em concomitância com a comemoração do nascimento para o Céu de dois grandes amantes da Palavra de Deus, que são uma referência importante para nós "apóstolos da comunicação": os 1600 anos da morte de São Jerónimo (30 de setembro de 420) e quinquagésimo aniversário da morte do beato Tiago Alberione (26 de novembro de 1971), que celebraremos no próximo ano. Hoje somos nós os chamados a amar e orar a Palavra, a vivê-la e anunciá-la a exemplo dessas duas grandes figuras da Igreja. O tema do Ano Bíblico, «Para que a Palavra do Senhor se espalhe rapidamente» (2Ts 3,1), constitui um verdadeiro desafio, especialmente se considerarmos os tempos difíceis em que vivemos por causa da pandemia», palavras de padre Valdir Castro, Superior Geral da Sociedade São Paulo. 

Ao longo do ano, a PAULUS Editora irá dedicar-se a este tema e levará a cabo várias iniciativas. Também ao nível editorial este tema será o nosso guia ao longo do ano. 
Para a apresentação deste ano a Família Paulista criou um logo inspirado em duas imagens bíblicas: o semeador (Lc 8,4-15) e o atleta (1Cor 9,24). Ambas referências bíblicas indicam uma ação que deve ser feita com profunda responsabilidade e urgência. O semeador deve semear de modo que se possa esperar uma colheita abundante no tempo apropriado. O atleta, depois de se preparar suficientemente, deve vencer a corrida. A combinação destas duas referências conduz-nos ao tema do Ano Bíblico da Família Paulista: «Para que a Palavra do Senhor se espalhe rapidamente» (2Ts 3,1).