Notícias

30/Out

- PAULUS editora apresenta «obras esquecidas»

O Museu de São Roque recebeu esta quinta-feira a apresentação da coleção Clássicos da Literatura Portuguesa. O evento contou com a presença de Guilherme d'Oliveira Martins, que apresentou os dois primeiros livros: Fátima, de Antero de Figueiredo, e Francisco de Assis, de Guedes de Amorim.

Segundo Guilherme d'Oliveira Martins, a PAULUS Editora apresenta ao público «obras de grande qualidade que tinham sido esquecidas».

Sobre o livro «Francisco de Assis», Guilherme d'Oliveira Martins refere o percurso de «conversão» pela qual o autor passa com a obra. «Esta não é uma obra de historiador. Segue os passos científicos, é rigorosa, mas é mais interessante, porque por trás encontramos o testemunho pessoal de conversão do autor», afirmou.

Defendendo que «o franciscanismo influenciou muitas pessoas da cultura portuguesa da época», Guilherme d'Oliveira Martins diz que «é a partir dele que se muda a relação com a natureza, que marca o final da Idade Média». «É esta capacidade renovadora que que entusiasma o jornalista de formação profana e o leva a compreender a importância desta figura e desta mensagem», referiu.

Antero de Figueiredo, autor do livro "Fátima", era uma pessoa diferente. «A abordagem deste autor é também muito interessante, pois é alguém cuja fé se esfria por uns anos, mas depois regressa com esta obra», diz, acrescentando que a originalidade da obra está no facto do autor fazer «questão de dizer que não se trata de um livro religioso, que faça a agiografia das aparições, pois ele aborda o problema das aparições no sentido de compreender e entender o fenómeno na sua intensidade e problemas internos».

Este é um escrito que «tem um incrível domínio da escrita e da narrativa». «A cada passo há interrogações do testemunho de quem num primeiro momento não podia acreditar no que tinha acontecido. Compreendemos a resistências e as dificuldades, é a abordagem de um romancista que vai, a partir dos testemunhos e factos históricos, analisar as graças, os segredos e os mistérios», disse.

Apresentação Clássicos da Literatura Portuguesa