Notícias

14/Jan

- Nem só de pão vive o homem

A PAULUS Editora apresenta o livro Quando Ele nos abre as Escrituras Domingo após Domingo. Esta obra, da autoria de D. António Couto, oferece uma viagem e uma visita guiada pelos textos bíblicos dos domingos, solenidades e festas ao longo do Ano C, muito à semelhança dos dois livros anteriores, que contemplavam os itinerários litúrgicos dos Anos A e B.

D. António Couto é biblista e bispo de Lamego, e as suas reflexões sobre os textos litúrgicos são um excelente roteiro para os fiéis acompanharem a liturgia anual e também para auxiliar os sacerdotes na preparação das suas homilias dominicais.

O livro está dividido em oito partes que facilitam a sua consulta e leitura: Tempo do Advento; Tempo do Natal; Tempo da Quaresma; Semana Santa, Semana Grande, Semana Autêntica; Páscoa de Cristo,Tempo da Páscoa, Tempo Comum, Solenidades e Festas.

Com o estilo com que já nos habituou, D. António Couto parte da substância bíblica e litúrgica e tem tempero teológico, literário, simbólico, cultural, histórico, arqueológico. «Fui-o escrevendo com gosto, pensando em todos aqueles que gostam de saborear os textos bíblicos que a Liturgia nos oferece. Pensei sobretudo naqueles que, domingo após domingo, têm a responsabilidade de abrir as Escrituras à compreensão dos homens e mulheres, jovens e crianças, que, domingo após domingo, entram nas nossas igrejas.»

O Evangelho deste Ano C é, como é sabido, o de Lucas, ainda que com interferências do Evangelho de João e uma apenas de Mateus (Domingo da Epifania). A escrita de Lucas apresenta um carácter particularmente plástico e pictórico, deixando-nos, nos seus textos, figuras inesquecíveis, como são vários retratos de Maria (Anunciação, Visitação, Magnificat…), Zacarias e Isabel, os pastores, Simeão e Ana, o bom samaritano, Marta e Maria, a parábola da misericórdia (Lc 15), o homem rico e o pobre Lázaro (Lc 16,19-31), o juiz iníquo e a viúva importuna (Lc 18,1-8), a oração do fariseu e do publicano (Lc 18,9-14), Zaqueu (Lc 19,1-10), os dois discípulos de Emaús (Lc 24,13-35).

«Desejo ao leitor bom apetite», diz D. António Couto no fim da introdução deste livro, pois «já se sabe que nem só de pão vive o homem.»

Quando Ele nos abre as escrituras Domingo após Domingo está disponível em todas as livrarias e em www.paulus.pt.