Notícias

09/Dez

- «Na cozinha com os santos» apresentado em Lisboa

Na cozinha com os santos – Receitas do Céu e da Terra, o livro de Andrea Ciucci e Paolo Sartor, foi apresentado na Pastelaria Suiça, em Lisboa.

Uma obra com as receitas que marcaram a vida dos santos. É o caso das quiches de camarão que uma amiga preparava para São Francisco de Assis, do doce preferido de São João Paulo II, dos guisados do padre Pio de Pietrelcina, das polentas para São João XXIII.

Para uma plateia sentada à mesa, Ciucci manifestava a sua alegria por estar ali, «porque o fim deste livro é estarmos juntos, com agrado, contando histórias, partilhando experiências».

«Estar à mesa é isto. Alimenta-se o corpo e enriquece-se o coração», acrescenta.

O autor lembrava ainda que «um livro de receitas conta a história concreta das pessoas» e que «o cristianismo trata de pessoas e factos reais». Também as «escolhas mais importantes de Jesus foram feitas à mesa», como as Bodas de Caná e a Última Ceia.

«Às vezes, pensa-se que os santos são criaturas angélicas, mas a finalidade deste livro é mostrar que os santos são pessoas verdadeiras e reais. A santidade não é uma coisa só para padres e freiras», realçava.

Ciucci sublinhou que a santidade também é feita pela mãe que prepara a merenda para os filhos e referiu o exemplo de Santa Mónica, a mãe de Santo Agostinho.

São Francisco, o santo da pobreza, também gostava de uma quiche de camarão, e isso não fazia dele menos santo: «Os santos não são contra a realidade das coisas, nem contra o que é belo e bom. O bonito não se recusa. O bom que é bem não se combate, mas partilha-se!» E o que é a mesa senão a partilha?