Notícias

28/Ago

- «Guido surfou as maiores ondas do mundo»


 

A praia do Baleal acolheu o lançamento do livro Um “santo” surfista: o Servo de Deus Guido Schäffer, da PAULUS Editora. Dezenas de pessoas, entre as quais alguns surfistas e os bispos D. José Traquina e D. Nuno Brás estiveram presentes na obra que conta a vida deste jovem surfista, médico e seminarista cujo processo de beatificação será entregue no Vaticano em outubro.

Miguel Cardoso tem 19 anos e prefaciou o livro. No lançamento, com o mar e a praia mesmo atrás, confessou: «Eu pratico surf e há sempre competição de quem apanha a maior onda, competição saudável, e o Guido chegou a surfar as maiores ondas do mundo.» Este jovem deixou-se tocar e afirma que «é impossível ficar indiferente à história de vida de Guido. Jesus passou na vida de Guido e ele não lhe ficou indiferente». Miguel já conhecia a biografia de Guido, mas nesta obra agora lançada conheceu também a sua intensa vida de oração e pensamentos. Chegou a uma conclusão: «É uma grande força saber que há jovens que conseguem dar a vida toda a Deus. Percebi que a santidade está perto.»

O Pe. Ricardo Figueiredo, autor, salienta o que se pode aprender com Guido Schäffer: «Ele queria sempre a onda maior. Conhecer o Guido tem de ser este desejo e luta por querer viver além do básico, mas respirar este ar que é oferecido por Deus.»

Para escrever o livro Um “santo” surfista, o Pe. Ricardo contactou com a família de Guido. A mãe enviou uma mensagem para ser mostrada no lançamento da obra. Nazareth Schäffer reforçou o papel da oração. «O que o susteve muito na vida foi a disciplina na oração. A vida de oração intensa ajudou o Guido a caminhar na direção do próximo e de Deus.» Dirigindo-se aos jovens portugueses, a mãe de Guido deixou um desafio: «Jovem: levante-se, deixe-se encontrar por Deus e terá uma vida feliz como foi o Guido.»

Guido Schäffer nasceu em 1974 e morreu em 2009, no Rio de Janeiro, Brasil. Foi médico e seminarista. O seu processo de beatificação está aberto e será entregue em outubro.

«Um Santo surfista» - Baleal